GDF APROVA GRAU MÁXIMO DE INSALUBRIDADE PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de hoje (4), a lei nº 6.589 de 2020. A norma dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do Covid-19.

A Lei reforça a obrigação, dos gestores das unidades de saúde da rede pública e privada, a fornecerem os equipamentos de proteção individual – EPI aos trabalhadores da saúde. Foi aprovada também que, durante o período de emergência da saúde pública, a exposição do trabalhador da saúde que tem contato direto com possíveis infectados é considerada o grau máximo de insalubridade.

O Sindicato dos Farmacêuticos de Brasília, irá notificar todos os empregadores sobre a nova regra, para que se adequem a nova legislação, em tempo hábil. Em caso de descumprimento, os empregadores serão denunciados as Autoridades Sanitárias, de Auditoria do Trabalho, sem prejuízo as demandas judiciais.

Veja a Lei nº 6.589 de 2020 na integra.

Da redação

Publicado por rspmelo

@rspmelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s